FACETAS DENTÁRIAS

Facetas dentárias

As Facetas Dentárias são finas “capas” de material estético (porcelana/cerâmica ou resina) que são coladas ou cimentadas na frente dos dentes, de forma a harmonizar o seu sorriso. Este tratamento não requer um desgaste muito grande dos dentes e pode ser proposto para corrigir algumas destas situações:

  • Dentes escuros ou pigmentados;
  • Dentes desiguais;
  • Dentes partidos, lascados ou desgastados;
  • Dentes com espaçamentos (diastemas).

Está técnica está mais direcionada para corrigir problemas ou defeitos estéticos (alteração de cor e modificação da forma dos dentes) pouco acentuados.

Facetas de porcelana/cerâmica

As facetas de porcelana/cerâmica são feitas de forma indireta, ou seja, as peças são produzidas em laboratório, a partir de um molde dos dentes. Desta forma, necessitamos de pelo menos duas consultas até à cimentação das facetas nos dentes, previamente preparados. As porcelana/cerâmicas têm ótimas propriedades no que toca à longevidade e manutenção da cor ao longo do tempo. Por serem um material de excelência e por mimetizarem de forma perfeita a aparência dos dentes naturais tendem a ser mais dispendiosas que as resinas.

Facetas de resina

As facetas de resina podem ser feitas em laboratório (indiretas) ou em consultório, diretamente no dente, na mesma consulta (diretas). Esta técnica, apesar de ser mais económica, rápida e fácil de consertar (pode não ser preciso desgastar dente), não apresenta resultados tão fiáveis como as cerâmicas: tendem a ter uma aparência menos natural e são menos duradouras (necessitam de mais manutenções ao longo tempo).

Lentes de contacto

As lentes de contacto são lâminas de cerâmica ultrafinas, e que por esse motivo têm indicações muito limitadas. Esta técnica requer muito pouco, ou nenhum desgaste dentário, o que a torna muito conservadora. Por ser extremamente fina permite uma aparência muito semelhante aos dentes naturais. Ainda assim, não possibilita alterações na cor e pode fraturar mais facilmente.

Perguntas Frequentes

O tratamento para colocar facetas é minimamente invasivo, mas não causa dor. Provoca um dano mínimo à superfície dos dentes pelo desgaste que é necessário efetuar nos dentes a serem revestidos. Este desgaste de superfície serve para compensar a espessura da peça em cerâmica ou em resina (capa dos dentes) e manter o volume normal e harmonioso do dente.

Depende. Existem procedimentos menos invasivos, como o branqueamento dentário, que permitem tornar os dentes mais brancos, dentro do permitido pelos próprios, na gama do branco natural. No entanto se a expetativa é muito alta e a cor desejada é significativamente diferente da que se possui, então as facetas poderão ser consideradas como uma opção. E nesse caso, terão que ser colocadas em todos os dentes visíveis no sorriso.

Depende do material de que forem feitas. Facetas em resina composta pigmentam muito, dada a porosidade deste material. Poderá ser necessário realizar polimentos periódicos, por exemplo, nas consultas de controlo para remover esta pigmentação que estas restaurações vão adquirindo. Por outro lado as facetas de cerâmica têm uma ótima estabilidade de cor não requerendo este tipo de manutenção.

Sim. Como a colocação de facetas requer um desgaste do dente, após este ser feito é irreversível. Assim a superfície do dente terá sempre que ter este revestimento cerâmico ou em resina e caso de falha terá que se proceder à sua substituição.

Sim, numa pequena minoria dos casos existe esse risco, principalmente quando a cimentação, isto é, a colagem das peças não é realizada nas condições ótimas. Como se trata de um procedimento muito sensível este tem que ser realizado na ausência de sangue saliva e outros fluidos orais que possam comprometer esta cimentação. Se os princípios de adesão forem respeitados esse risco é quase nulo.

Médicos Responsáveis

Marque uma consulta de avaliação com um dos nossos médicos especializados em Reabilitação Oral e fique a conhecer qual a melhor solução para o seu sorriso.

Agendar Consulta